30 de setembro de 2013

OS PALERMAS - Livro Um


Amor ou Humor? Só sei que foi à primeira vista

       Já diz o ditado popular: “Ri melhor quem ri por último”; eu, porém, penso que quem ri por último é porque não entendeu a piada. Talvez até seja porque goste de rir sozinho, pois a única vingança que vale a pena é a de ficar por último para dar a melhor risada. 
           E como sempre há alguém desejando rir melhor que o outro, isso pode gerar uma competição de gargalhadas. Se for assim, tanto melhor. Um festival de risos é contagiante, e a única coisa desagradável que poderia ocasionar seria alguém molhar as calças.  
           Em alguns casos, há quem deseje rir por último, para que se evidencie sua atuação, e riam de sua risada.
                Em relação a esta obra, não importa se o riso venha antes, durante ou depois da leitura. Importa menos ainda se foi o primeiro ou o derradeiro. Importa sim, que se abra ao riso.
               Vem aí, na Bienal do Livro de São José dos Campos, de 1 a 10 de novembro, a série de humor que estava faltando nas livrarias, nas escolas, nas bibliotecas e na sua casa. Os Palermas - Amor ou Humor? Só sei que foi à primeira vista.
            Se "Rir é o melhor remédio", recomendo que não somente chore de rir, mas ria de rir. E se por acaso, "Os Palermas" não arrancarem de você um risinho sequer, desculpe não poder devolver o dinheiro. Todavia dou-lhe uma sugestão: peça a alguém que faça cócegas em seu sovaco, usando o próprio livro! Quem sabe assim, eu possa afirmar que minha obra conseguiu alcançar, de alguma forma, o êxito almejado.
                    Forte abraço!
                    O Autor


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua impressão! Será uma honra conhecer sua opinião.